27 de Novembro de 2021

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Rússia acaba com festa brasileira: 12 a 8

Rússia acaba com festa brasileira: 12 a 8

11/09/2011 18h34 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Rússia acaba com festa brasileira: 12 a 8

Anton Shkarin foi um dos principais destaques da seleção russa na conquista do título inédito no futebol de areiaTodos sabiam que uma hora aconteceria, e coube à Rússia ter a coragem de executar. Após 30 jogos de invencibilidade e quatro títulos mundiais consecutivos, a Seleção Brasileira perdeu de novo um jogo de Copa do Mundo de Beach Soccer da Fifa. E não um jogo qualquer, mas a final que coroou os russos como novos reis da modalidade neste domingo em Ravena, na Itália.

Conhecidos por seu elenco talentoso, que permite manter o nível ao longo do jogo todo, os brasileiros encontraram algo similar na Rússia. Se não pelo talento, pela disciplina e a eficiência. Com sua equipe taticamente perfeita e suas substituições em bloco, o técnico Mikhail Likhachev montou um bloco sólido, que mostrou toda sua força desde o primeiro instante de jogo no Stadio del Mare e venceu por 12 a 8 e se tornando o terceiro pais a conquistar o troféu mais cobiçado do beach soccer – juntando-se ao tetracampeão Brasil e à França, vencedora da edição inaugural de 2005.

Com isso, mais uma atuação esplendorosa do goleiro Andrey Bukhlitskiy, a Rússia fechou sua campanha em Ravena com nada menos do que seis vitórias no tempo regulamentar e, de longe, o melhor ataque da competição.

O primeiro período deu uma ideia clara daquilo que estaria por vir. Aliás, a julgar pelos primeiros minutos, a impressão era de que os brasileiros estavam diante de uma hecatombe. Com pouco mais de cinco minutos de jogo, os russos já estavam com 2 a 0 de vantagem, ambos os gols de Egor Shaykov – um aproveitando uma jogada ensaiada em cobrança de lateral, especialidade da equipe, e outra numa bobagem da defesa brasileira. Dois minutos depois, Ilya Leonov acertou uma falta de sua própria área que abriu 3 a 0.

Mas, então, os brasileiros se encontraram. Quem conseguiu furar o bloqueio russo pela primeira vez foi o atacante André, que marcou 3 a 1 de pênalti. Os brasileiros começaram a criar chance atrás de chance e esbarraram numa brilhante atuação do goleiro Andrey Bukhlitskiy. Foi novamente André, e outra vez numa bola parada, uma falta, que conseguiu diminuir a vantagem para um gol antes do intervalo.

Todo o clima de recuperação, porém, começou a ruir outra vez no início da segunda parte. Mostrando força e sem deixar seu ritmo cair nem um pouco a despeito das substituições, os russos marcaram dois gols em pouco mais de dois minutos, primeiro numa linda bicicleta de Egor Eremeev e, em seguida, com Alexey Makarov. Veio outro esboço de reação brasileiro, com direito a um gol de Betinho para deixar em 5 a 3. Mas, quando os russos voltaram à carga, foi para desestrutura completamente os tetracampeões do mundo.

Em dois minutos e meio de jogo, os campeões da Euro Beach Soccer League deste ano transformaram o que era uma vitória histórica numa goleada: de repente, aos 21 minutos de jogo, o placar mostrava 9 a 3. Só a presença de espírito e o talento goleador de André – que marcou seis gols, quatro deles no terceiro período, e se tornou o Artilheiro de Ouro adidas da competição – serviram para aliviar um pouco um placar que chegou a ser de sete gols de diferença. A troca de guarda não poderia ter sido mais veemente. Não apenas o Brasil perdeu pela primeira vez desde a semifinal de 2005 – nos pênaltis, contra Portugal – como sofreu uma derrota inédita no tempo regulamentar e por nada menos que 12 a 8. (fifa.com)

Foto: Fifa/Getty Images{jcomments on}

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x