11 de Abril de 2021

Dólar

Euro

Notícias

Jornal Primeira Página > Notícias > Hino Nacional ecoa no encerramento do Pan

Hino Nacional ecoa no encerramento do Pan

31/10/2011 12h12 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
Hino Nacional ecoa no encerramento do Pan

O Hino Nacional Brasileiro ecoou no Estádio Omnilife na noite deste domingo, 30, na Cerimônia de Encerramento dos XVI Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011. O responsável por esse feito foi o brasileiro Sonolei Rocha, vencedor da medalha de ouro na maratona, cuja premiação tradicionalmente acontece na cerimônia de encerramento dos Jogos. Na cerimônia, o Time Brasil foi representado por cerca de 200 integrantes, entre atletas, membros das comissões técnicas e as equipes médica e administrativa do Comitê Olímpico Brasileiro. Estiveram presentes atletas da ginástica artística masculina, boxe, canoagem, rúgbi, basquete masculino, polo aquático masculino e feminino, karatê, judô e maratona. Detentor de três medalhas de ouro em Guadalajara 2011, o ginasta Diego Hypólito foi o porta-bandeira da delegação brasileira. “Foi uma honra muito grande carregar a bandeira do nosso país. Passei por momentos muito difíceis durante a recuperação da minha lesão, mas estar aqui em Guadalajara, e poder ajudar o Brasil no quadro de medalhas, foi uma grande recompensa. Não esquecerei dessa homenagem do COB. Foi um reconhecimento muito bacana”, afirmou Diego. Os Jogos Pan-americanos de 2015 serão em Toronto, no Canadá.

O Brasil deixa Guadalajara com a certeza do dever cumprido. Após 17 dias de competição, os brasileiros atingiram os principais objetivos traçados, que incluíam, sobretudo, classificar o maior número possível de atletas para Londres 2012. Nesse aspecto, o saldo foi dos mais positivos. Das 93 vagas disponíveis, o país conquistou 24, o que representa 26% do total. Se for levado em conta que outras delegações tinham a mesma meta e, na maioria dos casos, enviaram para o México suas equipes principais, o percentual é significativo.

Outro motivo de comemoração para o Time Brasil foi a manutenção do patamar de medalhas conquistadas em relação ao Rio 2007. Tradicionalmente, o país consegue mais medalhas quando sedia os Jogos. Com o Brasil não foi diferente quatro anos atrás. Mas, numa comprovação de que o trabalho desenvolvido pelo Comitê Olímpico Brasileiro em conjunto com as Confederações Brasileiras Dirigentes de Esportes Olímpicos está no caminho certo, a equipe brasileira praticamente repetiu desta vez o número de medalhas garantidas no Rio 2007.

Há quatro anos, o Brasil subiu ao pódio 157 vezes. Desse total, os atletas do país colocaram no pescoço 52 medalhas de ouro, 40 de prata e 65 de bronze. Em Guadalajara, os números são parecidos. Os brasileiros conquistaram 141 medalhas, sendo 48 de ouro, 35 de prata e 58 de bronze. Foi a melhor participação do país em uma edição fora de casa, superando Santo Domingo 2003, quando havia somado 123 medalhas (29 de ouro, 40 de prata e 54 de bronze).

Além disso, o Brasil se consolidou no grupo das maiores potências esportivas do continente. Em qualquer critério de classificação utilizado, o país aparece no topo da lista. No total de medalhas, por exemplo, terminou em segundo lugar, atrás apenas dos Estados Unidos e à frente de Cuba e do dono da casa, o México. Na contagem por medalhas de ouro, a equipe brasileira ficou em terceiro lugar, a uma diferença cada vez menor dos cubanos. O Brasil conquistou medalhas em 35 modalidades, dentre as 44 que disputou. Das 11 modalidades coletivas em que esteve presente, o país conquistou medalhasem oito. Tambémhouve destaques significativos em 19 modalidades individuais.

O Brasil reuniu em Guadalajara 515 atletas (280 no masculino e 235 no feminino). Na melhor participação brasileiraem Jogos Pan-americanosfora de casa, 277 deles conquistaram medalha, o que representa percentual de 54% do total de atletas. (cob.org.br)

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x