Internacionais

Al Qaeda assume atentados que mataram 52


A “filial” iraquiana da Al Qaeda assumiu a responsabilidade por dezenas de explosões que mataram pelo menos 52 pessoas em vários pontos do país nesta terça-feira, 20, – atentados que tiveram como objetivo perturbar as medidas de segurança montadas para a cúpula da Liga Árabe na semana que vem em Bagdá.

 

Há mais de 20 anos o Iraque não recebe esse evento, e o governo está ansioso para demonstrar que pode manter a segurança depois da retirada das forças norte-americanas, em dezembro.

Os ataques disseminados da terça-feira foram os mais sangrentos em quase um mês, e tiveram como alvo principalmente a polícia. O Estado Islâmico do Iraque (EII, ligado à Al Qaeda) já havia reivindicado atentados anteriores neste ano contra as forças de segurança.

Em nota divulgada em um site islâmico, o grupo militante disse que, ao detonarem 30 bombas simultaneamente em Bagdá e outras cidades, matando pelo menos 52 pessoas e ferindo 250, “os leões do povo sunita (…) atacaram o plano de segurança anunciado pelo tolo governo na Zona Verde (área protegida de Bagdá) em preparativo para a reunião dos tiranos árabes”.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com