13 de Agosto de 2022

Dólar

Euro

Internacionais

Jornal Primeira Página > Notícias > Internacionais > Mubarak é transferido de hospital militar para prisão

Mubarak é transferido de hospital militar para prisão

18/04/2013 15h55 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
Mubarak é transferido de hospital militar para prisão

O presidente deposto do Egito Hosni Mubarak foi levado de volta para a prisão de um hospital do Exército, nesta quinta-feira, 18, depois de parecer bem de saúde na audiência cancelada de seu julgamento sobre a acusação de cumplicidade no assassinato de manifestantes em 2011.

 

Centenas de partidários do ex-presidente bloquearam a rua em frente ao hospital, na noite de quarta-feira, atrasando a transferência, disse a agência de notícias estatal Mena.

“Nós te amamos Mubarak” e “Abaixo, abaixo o regime da Irmandade Muçulmana”, gritavam os manifestantes, referindo-se ao grupo do novo presidente Mohamed Mursi.

O julgamento de Mubarak vai recomeçar em 11 de maio, informou um tribunal de apelações do Cairo nesta quarta-feira. A primeira tentativa fracassou no sábado, quando o juiz se retirou do caso e o remeteu para outro tribunal.

O juiz Mustafa Hassan Abdullah havia sido amplamente criticado por absolver seguranças acusados de atacar manifestantes num incidente em que multidões foram atacadas por homens montados em camelos durante o levante de 2011 que derrubou Mubarak.

Muitos egípcios ficaram furiosos quando Mubarak, de 84 anos, que estava gravemente doente no ano passado, apareceu em boas condições de saúde, sorrindo e acenando para o público no tribunal, no sábado, e houve apelos para que ele fosse enviado de volta para a cadeia.

O gabinete do procurador-geral disse que tinha decidido que Mubarak seria devolvido à prisão Torah, nos arredores de Cairo. Mubarak foi levado de carro do Hospital Militar Maadi para a prisão em um comboio da polícia fortemente vigiado nesta quinta-feira, informou a Mena.

 

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x