20 de Maio de 2022

Dólar

Euro

Internacionais

Jornal Primeira Página > Notícias > Internacionais > Políticos islamistas esperam boa votação em eleição egípcia

Políticos islamistas esperam boa votação em eleição egípcia

29/11/2011 12h38 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Políticos islamistas esperam boa votação em eleição egípcia

Os egípcios vão às urnas nesta terça-feira pelo segundo dia consecutivo, numa eleição parlamentar em que os partidos islâmicos pretendem se aproximar do poder, embora o Exército ainda não tenha se afastado das funções que assumiu depois de depor o presidente Hosni Mubarak.

A eleição parlamentar, a primeira desde a rebelião que derrubou Mubarak, em fevereiro, estava cercada por temores de violência, após uma semana de protestos contra o regime militar, com saldo de 42 mortos.

A Irmandade Islâmica, que era apenas semitolerada durante os 30 anos do regime de Mubarak, espera que sua organização nas bases se reflita na formação de uma bancada parlamentar expressiva, mas não está clara a influência que terá no Parlamento enquanto os generais continuarem mandando.

Monitores disseram que o comparecimento às urnas foi alto no primeiro dia, mas nenhuma cifra oficial foi divulgada. Eles relataram tropeços logísticos e violações das regras de campanha, mas sem incidentes violentos.

Numa zona eleitoral no bairro cairota de Zamalek, os juízes estimaram o comparecimento em 50 a 60 por cento. Entre as dezenas de eleitores que aguardavam sua vez de votar havia alguns que haviam desistido de fazê-lo na véspera, por causa das filas. Na segunda-feira, os juízes dessa zona eleitoral estimavam o comparecimento em 30 a 50 por cento.

“Não tinha certeza de votar ontem por medo da violência que marcou eleições anteriores. Mas a ordem e a segurança impressionantes me estimularam a me aventurar”, disse Fathi Mohammed, 56 anos, que estava entre os primeiros a votar na capitania dos portos de Alexandria. “Tenho esperanças de que esse país vai se erguer.”

Munidos de laptops e panfletos, cabos eleitorais da Irmandade Islâmica e de outros grupos político-religiosos abordavam os eleitores confusos para orientá-los sobre o complexo sistema de votação – e para fazer uma última propaganda dos seus candidatos.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x