Polícia

Atirador é detido pela PM após tentar matar colega


Um indivíduo de 31 anos, acusado de tentar matar a tiros um colega de profissão de 37 anos, durante o início da manhã na Vila Prado, foi detido pela Polícia Militar no decorrer da tarde desta quarta-feira, 09, após ser convencido de se entregar para as autoridades, enquanto estaria na entrada do Assentamento Sem Terra Capão das Antas, às margens da Rodovia Domingos Innocentini, mais conhecida como a Estrada do Broa.
Em uma obra localizada na Rua Doutor Gastão de Sá, foi onde tudo ocorreu. No decorrer da tarde desta última terça-feira, 08, ao realizar uma manobra durante o estacionamento de um veículo, a vítima havia colidido levemente contra o automóvel do acusado, que na ocasião ficou exigindo pelas devidas manutenções, dando início a uma discussão entre as partes.
Na chegada ao local de trabalho no início da manhã desta quarta-feira, 09, novamente o acusado foi em direção ao colega de profissão e realizou uma nova cobrança sobre o fato, onde ao ter a negativa devido a não ter acarretado nenhum tipo de consequência com a referida ‘batida’, de acordo com a versão apresentada pela vítima, o indivíduo então sacou de um revólver calibre 38, e ao apontar para colega de profissão disparou, vindo a alvejar um de seus ombros, onde na sequência fugiu com destino ignorado.
Com ferimento ao ter o membro transfixado pelo projétil, o trabalhador foi socorrido por seu encarregado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Prado, onde ao receber os primeiros atendimentos, foi solicitado pela sua transferência para o Serviço Médico de Urgência (SMU) da Santa Casa de São Carlos.
Ao tomar conhecimento dos fatos, uma equipe da Polícia Militar, integrada pelo Cabo Miguel e Soldado Menezes, foram até a unidade hospitalar e mantiveram contato com a vítima, sendo em ato continuo o ocorrido, apresentado junto ao 2º Distrito Policial da Vila Prado, onde foi realizado o registro de Boletim de Ocorrência de Tentativa de Homicídio, com base no artigo 121 do Código Penal Brasileiro.
Ao obter informações posteriores sobre a localização da moradia do acusado, em novas diligências os PMs tomaram destino ao bairro Jardim Zavaglia, encontrando a referida residência situada na Rua Maria Crnkowise (Antiga Rua 08), onde a casa estaria apenas ocupada pela esposa do acusado, que permitiu a entrada dos PMs, mais nada de irregularidades e nem o indivíduo foi encontrado.
Com o contato de seu telefone celular em mãos, os militares realizaram ligações até conseguir o contato com o atirador, que em conversas com a equipe, foi convencido a se entregar e informou o seu paradeiro, afirmando que estaria na entrada do Assentamento Sem Terra Capão das Antas, cujo qual ao ser abordado pelo ponto informado, foi submetido aos procedimentos de buscas pessoais, e em sua posse foi localizado o armamento utilizado, que na ocasião estaria municiado com quatro cartuchos intactos.
Detido, o mesmo foi levado ao 2º Distrito Policial na Vila Prado, onde foi apresentado ao delegado de polícia, Walkmar Silva Negré, que tendo conhecimento sobre o ocorrido anteriormente, realizou novo registro de Boletim de Ocorrência, autuando o mesmo pelos crimes de Homicídio Tentado, com base no artigo 121, além de Porte Ilegal de Arma de Fogo, artigo 14 da Lei Nº 10.8926/03 do Código Penal Brasileiro, vindo a recolher o mesmo para a carceragem do Centro de Triagem de São Carlos.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *