9 de Maio de 2021

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > DISE e Canil da GM causam prejuízo ao tráfico de drogas no CDHU

DISE e Canil da GM causam prejuízo ao tráfico de drogas no CDHU

Durante ‘pente fino’ da ação conjunta, farejador encontrou todo o material enterrado, dando prejuízo de aproximadamente R$ 10 mil ao crime

12/04/2021 22h00 - Atualizado há 4 semanas Publicado por: Redação
DISE e Canil da GM causam prejuízo ao tráfico de drogas no CDHU Fotos: Jornal Primeira Página

Um prejuízo de aproximadamente R$ 10 mil, foi contabilizado aos cofres do tráfico de drogas, no final da tarde desta segunda-feira (12), após a apreensão de grande quantidade de maconha, em uma ação conjunta em combate ao crime, realizada por policiais civis da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) e o Canil da Guarda Civil Municipal, nas dependências do CDHU do bairro Santa Eliza, na cidade de Rio Claro (SP).

As diligências, foram deflagradas e comandadas pelo delegado de polícia titular da especializada, Francisco José Minelli, após o recebimento de informações e investigações realizadas, apontando locais em uma área de vegetação nas proximidades dos prédios habitacionais, que estariam sendo utilizadas por ‘atuantes do tráfico’ para o acondicionamento de drogas, que eram enterradas em tambores plásticos.

Diante do levantamento realizado, foi traçada a estratégia da operação, com o intuito da realização de um ‘pente fino’ em todo o matagal, onde nas ações em campo, foi empregado o faro animal do farejador Argos, que logrou êxito em encontrar uma sacola plástica enterrada, que tinha em seu interior mais de 100 invólucros de maconha prontos para a venda, totalizando meio quilo da droga fracionada.

Em novas buscas com o auxílio do cão, foi sinalizado um local onde poderia havia mais entorpecentes, sendo que diante da escavação feita pelos policiais e agentes municipais, um tambor plástico foi localizado, tendo em seu interior tijolos de maconha, além de 1.000 invólucros da droga prontos para a venda, totalizando mais de 4,5 quilos do entorpecente.

Durante breve entrevista ao Jornal Primeira Página, o delegado de polícia, José Francisco Minelli, estimou um prejuízo ao tráfico de drogas, de aproximadamente R$ 10 mil, diante das apreensões realizadas com a operação.

Todo o material apreendido foi encaminhado à sede da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), onde o caso foi registrado em Boletim de Ocorrência, cujos trabalhos investigativos continuaram a ser realizados, em combate ao crime no município.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x