Polícia

Em Dourado, Investigações apontam provas de possível luta corporal em morte de Diretor de ONG


Duas linhas de investigações estão sendo traçadas pela Polícia Civil de Dourado, sobre o caso da morte do Diretor da ONG Unido, Marcelo Miguel Ortiz D’Elia, 62 anos, que foi encontrado morto no decorrer da tarde da última quarta-feira, 16, dentro de um automóvel de sua propriedade, em uma estrada de terra que liga a cidade de Dourado ao município de Brotas.
A equipe de policiais civis, comandada pelo delegado de polícia, Reinaldo Lopes Machado, já realizou as primeiras intervenções do caso no decorrer desta última quinta-feira, 17, e não descarta a hipótese da vítima ter entrado em luta corporal, antes de ser alvejado com um tiro e vim a óbito, a cerca de 500 metros da propriedade rural onde residia.
Para o delegado Reinaldo Lopes Machado, a hipótese da execução foi o homicídio consumado, com base no artigo 121 do Código Penal Brasileiro, sendo descartado um possível latrocínio, uma vez que o Diretor foi localizado no interior de seu automóvel, um Hyundai HB-20, Branco, e no interior do veículo foi localizado diversos pertences de valores da vítima.
Uma apuração realizada pela equipe de investigação, apontou que Marcelo Miguel Ortiz D’Elia, estaria realizando um loteamento próximo a sua propriedade rural, e na ocasião antes de desaparecer, no final da tarde da última segunda-feira, 14, afirmou a um de seus funcionários que estaria se deslocando para o encontro de um possível comprador, no qual ambos teriam uma reunião, e posterior ao fato, não mais foi possível o contato junto ao Diretor, até que seu corpo foi localizado em um canavial próximo de onde residia.
A autoridade policial, afirmou que tem traços a seguir nos trabalhos que já vem sendo realizados, porém até o momento não existem possíveis suspeitos, onde representará por um pedido na Justiça, para realizar o rastreamento de ligações telefônicas realizadas e recebidas pela vítima, para tentar chegar até um possível envolvido.
No momento do encontro do automóvel, a autoridade policial relatou que o corpo de Marcelo Miguel Ortiz D’Elia, estaria sobre o banco traseiro do veículo, com uma perfuração ocasionada por disparo de arma de fogo, que alvejou seu antebraço esquerdo e transfixou o lado direito do tronco da vítima, onde o fato da parte frontal do carro apresentar danos e demais avarias, não está descartada a hipótese do diretor ter entrado em lutar corporal junto ao autor dos fatos, ocasionando uma batida do veículo junto a um barranco ou algo do tipo, ante de ser colocado um ponto final em sua vida.
O corpo do Diretor da ONG Unido de Dourado, foi removido pela Funerária de Plantão ao término dos procedimentos realizados pelo Instituto de Criminalística (IC) e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de São Carlos, sendo também na ocasião, apreendido uma munição de arma de fogo, que foi localizada dentro do automóvel onde estaria a vítima.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *