Polícia

PM submete mais de 17 mil motoristas ao teste do ‘bafômetro’ durante Carnaval de SP


A Polícia Militar submeteu mais de 17 mil motoristas ao teste do etilômetro, popularmente conhecido como ‘bafômetro’, durante as Operações Direção Segura (ODSs), deflagradas durante o Carnaval 2020 em todo Estado de São Paulo.
As fiscalizações foram realizadas da sexta-feira (21) até a terça-feira (25), registrando uma quantidade recorde de motoristas avaliados em tal período festivo analisado.
Os agentes de segurança permaneceram em regime de prontidão em toda a malha viária do Estado Paulista, e também nos mais de 22 quilômetros das estradas e rodovias estaduais, durante a Operação Carnaval Mais Seguro 2020.
Nos cinco dias da ação, 17.361 pessoas foram submetidas ao teste do etilômetro, onde o número de condutores avaliados foi recorde para o período e representa um aumento de 52,86%, comparação aos cinco dias relacionados ao Carnaval do ano passado.
Essa intensificação nas atividades resultaram em 1.397 motoristas autuados por dirigir sob influência de álcool ou qualquer tipo de outra substância psicoativa, ou seja, mais de 43,7% do total de condutores que foram penalizados no Carnaval de 2019.
Além disso, 6.667 automóveis e motocicletas foram vistoriados, sendo que 174 veículos foram apreendidos. As atividades foram deflagradas em diferentes locais do Estado de São Paulo, para coibir as infrações e garantir a segurança no trânsito.
Penalidades para quem dirigir sob efeito de álcool
Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine a dependência ou mesmo de recusar-se a ser submetido a teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa, resulta em infrações gravíssimas.
As multas saem no valor de R$ 2.934,70, além do recolhimento imediato do documento de habilitação e suspensão do direito de dirigir por um ano. Em caso de reincidência, as multas são no valor de R$ 5.869,40. A conduta também pode caracterizar o crime com pena de detenção de seis meses a três anos.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com