25 de Setembro de 2021

Dólar

Euro

Política

Jornal Primeira Página > Notícias > Política > As famílias brasileiras estão entregues à própria sorte!

As famílias brasileiras estão entregues à própria sorte!

Erick Silva*

14/09/2021 08h15 - Atualizado há 2 semanas Publicado por: Redação
As famílias brasileiras estão entregues à própria sorte! Foto: Divulgação

Com os números da pandemia em queda, ocupação de UTIs abaixo de 50% e caindo, é bom rezar para continuar assim e avaliar o saldo dessa guerra que está sendo travada contra o vírus assassino.

O principal fato é que essa batalha foi travada pelas famílias; pelas pessoas que foram impactadas pelo vírus, seja pela contaminação, doença e até morte; ou pela redução da renda, desemprego, miséria e fome.

O fato mais impactante da pandemia que não acabou e tampouco está perto do fim, mas apenas sendo controlada pela vacina, é que o Estado Nacional Brasileiro, ou o Governo como é mais usual dizer, não fez nada ou muito pouco para proteger as pessoas.

Nacionalmente o boicote e a omissão do Presidente da República é responsável pela maior parte das quase 600mil mortes, porém São Carlos tem sua parte, bem como o Governo do estado de São Paulo.

Até o momento tivemos mais 27.500 casos positivos em São Carlos, SEM TESTAGEM EM MASSA, por absurdo que pareça. Em uma cidade como a nossa, Capital da Tecnologia, teríamos todos os elementos para testar, isolar e impedir o contágio, ao invés disso: Plano São Paulo!

Ainda no campo do absurdo, 51 pessoas morreram sem internação, e outras mais de 470 foram a óbito em hospitais, isso quer dizer que mais de 10% das pessoas que morreram em São Carlos sequer tiveram a chance de ser atendidas pelo serviço de saúde.

Os gastos com novos leitos de UTI poderiam ter sido concentrados em formas de atendimento da população mais necessitada garantindo sua proteção contra a contaminação, doença e a morte.

Seguir o plano São Paulo em São Carlos foi uma insanidade, prova de incapacidade de governar, desrespeito com nosso povo e incompetência flagrante. Podíamos ter feito muito mais.

O governo municipal sequer cogitou ações locais para preservar vidas, como também seguir o plano São Paulo não contribui em nada para a sobrevivência dos comerciantes e pequenos prestadores de serviços da nossa cidade. O total desrespeito e descompromisso com a população de São Carlos geram gastos absurdos em leitos de UTI e mortes. Podemos dizer que os recursos excepcionais utilizados na pandemia foram investidos na doença e na morte; já na saúde, na vida e na proteção, nenhum tostão.

Antes que alguém diga “falar depois é fácil”, propusemos 13 medidas para enfrentar a pandemia em abril do ano passado, mas isso é mais assunto para outra terça-feira.

O povo de São Carlos, São Paulo e o Brasil merecem ter governos que tenham a democracia e o progresso como prioridade, capacidade de governo e compromisso primeiro com todas as pessoas.


Erick Silva – Cientista Social / Mestre em Políticas Públicas.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x