25 de Outubro de 2021

Dólar

Euro

Política

Jornal Primeira Página > Notícias > Política > CPI da Covid convoca Edinho Silva para depor sobre compra de respiradores

CPI da Covid convoca Edinho Silva para depor sobre compra de respiradores

Deputados diz que documentos apontam para um suposto esquema além do Nordeste, envolvendo também a Prefeitura de Araraquara

07/10/2021 06h18 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
CPI da Covid convoca Edinho Silva para depor sobre compra de respiradores

Os deputados estaduais, da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (RN), que compõem a CPI da Covid, aprovaram, por unanimidade, a convocação do prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), e de outras seis pessoas que tinham ligação com o Consórcio Nordeste.

A convocação do petista, na condição de testemunha, se deve uma suposta doação realizada pela empresa Hempcare ao município, já que é Edinho é um amigo de Carlos Gabas, também petista, ex-ministro de Lula e Dilma e secretário-executivo do Consórcio Nordeste. De acordo com informações, a Hempcare foi a empresa que recebeu aproximadamente R$ 48 milhões do Consórcio para a compra de respiradores e não entregou os equipamentos, mas teria fornecido aproximadamente R$ 4,2 milhões em respiradores ao município de Araraquara.

Para o Presidente da CPI, Deputado Kelps Lima (Solidariedade), não há dúvida nenhuma de que a CPI irá indiciar uma série de pessoas que são investigadas, pois a CPI tem elementos graves e estarrecedores, que apontam para um suposto esquema além do Nordeste, envolvendo também a Prefeitura de Araraquara, administrada por Edinho Silva.

IMPEACHMENT-Não é a primeira vez que Araraquara vira manchete negativa nacionalmente por conta das supostas irregularidades na compra dos respiradores. Em agosto deste ano, o plenário da Câmara de Araraquara rejeitou o pedido de impeachment do prefeito Edinho Silva (PT), apresentado pelo Patriota, Podemos e apoiado por deputados alinhados ao Presidente Jair Bolsonaro, como Eduardo Bolsonaro (filho do presidente) e Carla Zambelli, por 13 votos a 4. Na ocasião, apenas os vereadores do Patriota e Podemos votaram a favor do pedido. Parlamentares do PT, PSDB, MDB, PP, PSL, REPUBLICANOS, PC DO B, CIDADANIA E PDT votaram contra.

A base para o pedido de impeachment de Edinho foi um acórdão, publicado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e assinado pela relatora Ana Arraes, que julgou irregular a compra de respiradores pela Prefeitura de Araraquara. A representação contra a aquisição foi feita pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo) em maio do ano passado.

A decisão do TCU cita pagamentos indevidos à empresa R. Y. Top Brasil Ltda. De acordo com o documento, o TCU reconheceu a ilegalidade do ato e dois pontos observados pela relatora no referido processo de compra: efetuar o pagamento adiantado e sem garantias a uma empresa sem qualificação técnica; certidões fiscais da empresa contratante tinham data posterior ao pedido de compra. Assim, o Tribunal considerou o rito da compra dos respiradores como ato de improbidade.

Os pontos observados foi o de efetuar pagamento adiantado e sem garantias, a uma empresa sem qualificação técnica. Outro fato observado foi o da certidões fiscais da empresa contratante com data posterior ao pedido de compra.

Veja o momento em que o presidente da CPI, Kelps Lima, anuncia a convocação de Edinho:

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigas
Mais novos Mais Votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Miriam
Miriam
18 dias atrás

Pena que essa CPI não é séria, se fosse ele sairia de lá preso .

0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x