Política

Erick Silva se reúne com ministro da Fazenda


O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Região, Erick Silva, participará nesta quinta-feira, 8, às 10h, em Brasília de uma reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. No encontro, estarão presentes também o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Sergio Nobre; representantes do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) e o deputado federal Newton Lima Neto, que viabilizou a agenda com o ministro, além do vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos, Vanderlei Strano.

 

Os dirigentes apresentarão à Guido Mantega o estudo realizado pelo DIEESE sobre a indústria da linha branca no país e apresentarão as propostas para evitar a desindustrialização e perda de postos de trabalho. Além disso vão reivindicar a ampliação de componentes nacionais nos produtos da chamada linha branca.

 

Em agosto de 2011, o Governo Federal divulgou a nova política industrial brasileira, batizada de Programa Brasil Maior (PBM), que dentre seus objetivos é enfrentar o possível processo de desindustrialização que estaria em curso no país.

 

No caso da Linha Branca, optou-se pela redução incondicional do IPI não se preocupando com a garantia da produção nacional, ou seja, foi concedida a redução do IPI sem contrapartida alguma por partes das empresas deste segmento.

 

“O problema é que as montadoras da linha branca, como a Electrolux e Latina, instaladas em São Carlos, assim como a Mabe em Hortolândia e Itu, e a Whirlpool, em Rio Claro, além de importar produtos prontos, trazem muito componentes.

Os trabalhadores lidam diariamente com produtos importados, como por exemplo, as lavadoras que produzimos aqui em nossa cidade, que tem parte eletrônica e mecanismos produzidos fora do país. Se a produção fosse feita aqui em São Carlos, com certeza haveria mais empregos. Estão aumentando a produção e venda de gabinetes nacionais cheios de produtos importados, e não podemos permitir isso”, afirma Erick.

 

MANIFESTAÇÃO – No dia 9 de fevereiro mais de 5 mil metalúrgicos ocuparam a avenida São Carlos, no ato de mobilização em defesa do emprego e da produção nacional.

 

Realizado em parceria com a Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT; da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos da Força Sindical e dos 14 sindicatos filiados à Federação dos Metalúrgicos da CUT, o evento teve como objetivo reivindicar que a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) feita pelo governo federal à indústria do País seja acompanha de contrapartidas como índice mínimo de conteúdo nacional.

 

A cidade de São Carlos foi escolhida para dar início a esta campanha, que seguirá por todo Brasil, por ser um importante pólo de fornecedores de peças para a linha branca (fogões, geladeiras, máquinas de lavar etc.).

 

Participaram da manifestação os presidentes da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM) e da Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM) da CUT, Paulo Cayres, o Paulão, e Valmir Marques, o Biro-Biro; o presidente da CUT Estadual, Adi dos Santos Lima; além de presidentes e dirigentes de diversos sindicatos cutistas de São Paulo; o vereador Ronaldo Lopes; o prefeito municipal, Oswaldo Barba e o deputado federal, Newton Lima.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *