Política

Hospital Escola receberá R$ 3 milhões

• Bookmarks: 1


Ministério da Saúde liberará cerca de R$ 3 milhões para finalização do Hospital Escola; Barba estará hoje em Brasília para assinar liberação da verbaMais uma barreira para a finalização do Hospital Escola será ultrapassada hoje, com a ida do prefeito Oswaldo Barba (PT) a Brasília para assinar, no Ministério da Saúde, a liberação de aproximadamente R$ 3 milhões em aditivos destinados à finalização das obras do Hospital Escola.

A informação foi dada na manhã de ontem, pelo próprio prefeito, durante entrevista ao programa de rádio Intersom Debates. Barba ressaltou, ainda, que essa verba será somada à contrapartida da prefeitura, que arcará com alguns custos da finalização da obra.

“Eu estarei indo amanhã (hoje) para Brasília, ao Ministério da Saúde, assinar a suplementação para concluirmos o Hospital Escola. Está acertado um aditivo para que a gente faça a conclusão. Esse aditivo é por volta de R$ 3 milhões. Para finalizar o hospital ainda tem uma parte que a prefeitura vai assumir. O aditivo precisava ser assinado porque ele precisava ser liberado antes da verba que a prefeitura possui para a obra, então eu precisava disso. Somando tudo, nós vamos concluir o Hospital Escola”, afirmou.

Barba disse que a expectativa é de que a obra seja concluída até o final do primeiro semestre de 2012. Além disso, ele ressaltou que, após a conclusão, o hospital já estará apto ao funcionamento total, pois a prefeitura dispõe de verbas para o maquinário e infraestrutura necessários.

“A minha expectativa é que no primeiro semestre do ano que vem tenhamos o hospital concluído. É o que eu quero e acho que vamos conseguir isso. Nós já temos R$ 8 milhões para comprar os equipamentos. Só não compramos porque a obra não andou no ritmo que tinha que andar. E eu não posso comprar equipamentos tão sofisticados e deixar parados. A garantia vai embora e eu preciso receber o equipamento e por ele para funcionar. Porque se aparecer defeito, eles aparecem logo nos primeiros meses, então eu não posso queimar essas garantias. A hora que a obra entrar realmente na fase final, aí sim eu passo para a compra dos equipamentos”, completou.

Barba ainda dissertou acerca dos obstáculos que deverão surgir após a conclusão da obra e o início do pleno funcionamento do Hospital Escola, principalmente seu custeio. Para tanto, o prefeito pretende que os Ministérios da Educação e Saúde assumam a responsabilidade de arcar com os custos do hospital.

“Um hospital desse porte não é para ser custeado pelo município. Eu tenho consciência disso desde o início. O que nós estamos fazendo é viabilizando, através de esforço nosso, a construção desse hospital. Como ele é um Hospital Escola, nosso trabalho é fazer com que os Ministérios da Educação e da Saúde possam assumir o custeio desse hospital, porque ele tem o papel de atendimento e de formação”, comentou.

Para ser classificado como um hospital de ensino, porém, é necessário que a obra esteja concluída, como frisou Barba. “A classificação dele como hospital de ensino só pode ser dada com ele pronto, com as residências e tal, coisa que já estamos fazendo, para que esses ministérios possam custeá-lo”, finalizou.{jcomments on}

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *