Política

Justiça diploma Dr. Alessandro e novos vereadores


Será realizada nesta sexta-feira, 14, às 10h, no salão do júri popular, no Fórum Criminal de São Carlos, a cerimônia de diplomação eleitoral dos candidatos eleitos (prefeito, vice-prefeito e vereadores) de Ibaté.

 

O evento que estava agendado para o dia 7 deste mês, teve de ser adiado por causa da prestação de contas dos candidatos à Justiça Eleitoral. De acordo com Mere Cristina Pizeta Deangelo, chefe do Cartório Eleitoral da Zona 410, alguns fatores acabaram por adiar a diplomação. “Sempre que há alguma dúvida no fechamento das contas, temos que solicitar notas explicativas dos gastos de campanha dos candidatos”, explicou ela.

Os diplomas confeccionados e encaminhados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) serão entregues pelo juiz Milton Coutinho Gordo, da Zona Eleitoral 410, durante a diplomação de amanhã. A cerimônia funciona como uma formatura em que os eleitos são chamados à frente para receber o seu certificado. Este é o ato oficial da Justiça Eleitoral que diploma os novos governantes e difere da posse dos eleitos que ocorre no dia 1º de janeiro de 2013.

A diplomação dará a todos os candidatos eleitos o título de prefeito, vice-prefeito e vereadores. É a partir deste ato que a Justiça Eleitoral aponta que os eleitos aos cargos da administração pública, tanto no Executivo quanto no Legislativo, estão habilitados, a exercer o mandato de quatro anos dentro desses poderes.

Os suplentes dos vereadores eleitos não participarão da cerimônia. Eles devem retirar seus diplomas a partir do dia 17 (segunda-feira), no próprio Cartório Eleitoral de São Carlos.

 

DESAFIOS – Dr. Alessandro ressalta que a prioridade do novo governo é gerar emprego e renda em Ibaté. “O maior desafio dessa nova administração vai ser a geração de empregos para população da cidade, onde são muitos os cortadores de cana. E o corte manual de cana vai acabar em poucos anos, então precisamos gerar empregos que possam absorver essa mão de obra. Precisamos qualificar, capacitar esses trabalhadores, caso contrário nós teremos um problema social gravíssimo em Ibaté”, explica o prefeito eleito.

E um dos meios para conseguir gerar esses empregos, diz, é realizando parcerias: “Conversei com Paulo Altomani, eleito em São Carlos, com o Zé Maria, eleito em Itirapina, para que façamos um pool na nossa região, buscando investimentos para toda nossa população, trazendo empresas, recursos, benefícios para essas cidades”, diz.

Perguntado sobre o processo de mudanças urbanísticas da cidade, Dr. Alessandro explicou: “As pessoas falam do embelezamento de Ibaté, mas não é embelezamento. Por exemplo: todas as praças públicas foram remodeladas. Não reformamos ou simplesmente demos um trato. Foi trocado piso, foi trocada iluminação, as guias. Isso em relação às praças. Todas as vias públicas que não eram asfaltadas, foram asfaltadas. As ruas que estavam esburacadas, foram recapeadas. Isso não é embelezamento, é infra-estrutura”, ressalta, completando: “Vamos terminar o prédio da Prefeitura Municipal, que já está levantado e coberto, e vamos levar todos os departamentos para lá. Inclusive para facilitar o atendimento a nossa população”, afirma.

 

POSSE – Em conversa com o atual presidente da Câmara de Ibaté, Horácio Carmo Sanchez, que é o vice-prefeito eleito, ele disse que ainda não há local definido para a sessão de posse do prefeito e vereadores. “Acredito que o evento será realizado no Plenário da Câmara Municipal, assim como fora realizada nas outras vezes”, contou.

O vereador Geraldo de Sousa Oliveira (PTB), mais votado com 627 votos, é que preside a primeira sessão da Câmara de 2013. Depois da cerimônia de posse, acontecerá a primeira sessão extraordinária do ano, onde serão eleitos pelos novos vereadores, a Mesa Diretora, composta pelo presidente, vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário. O mandato será até 2015.

Além da Mesa, também ocorrerá a formação das seis comissões: Constituição, Justiça e Redação; Orçamento, Finanças e Contabilidade; Obras e Serviços Públicos; Saúde, Educação, Cultura, Lazer e Turismo; Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo; e Comissão Mista. Essas comissões têm a tarefa de analisar e dar seus pareceres em todos os processos sob exame da Câmara durante os dois anos de mandato da Mesa Diretora. A escolha acontece por indicação e consenso dos próprios vereadores.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *