Política

Leandro cobra da Prefeitura projetos para combater enchentes


O vereador Leandro Guerreiro, durante coletiva realizada na manhã de segunda-feira (13) no Paço Municipal, cobrou secretários a respeito de projetos para conter os alagamentos na cidade. “A enchente é um problema centenário na cidade, não adianta jogar a culpa no prefeito hoje, todas as outras gestões falharam um pouco. Mas em três anos de mandato, qual o projeto apresentado para combater a enchente?”.
O Secretário de Obras, Reginaldo Peronti, disse que desde janeiro de 2017, a prefeitura já estava preocupada com as enchentes e providenciou o projeto de piscinão do CDHU, que foi viabilizado há dois meses. “Ficou quase dois anos para fazer o licenciamento ambiental. Ele vai conter 125.000 m³ de volume de água no Rio Gregório”.
Além disso, Peronti salientou que a prefeitura busca viabilizar outros três reservatórios de amortecimentos de cheias, nos córregos do Lazarini e do Sorrigotti. “Também temos projeto do desvio do Mineirinho para passar paralelo ao Monjolinho e a abertura dos trilhos da FEPASA na rotatória do Cristo”.
Em resposta, Guerreiro salientou a demora para a Prefeitura colocar em prática os projetos. “Já era para ter apresentado esse projeto, tem 11 meses pra acabar essa gestão. Não adianta tentar amenizar, vamos parar de enrolar”.
ROTATÓRIA DO CRISTO – Em relação à abertura da passagem de água sob os trilhos da FEPASA, na região da rotatória do Cristo, Peronti salientou que a obra amenizaria o problema da vazão no Monjolinho, mas não influenciaria a região da baixada do Mercadão. “Não adianta eu abrir a passagem no Cristo e deixar de conter as águas a montante do Rio Gregório”.
Ainda de acordo com Peronti, a morosidade para execução da obra na rotatória do Cristo deve-se a questões burocráticas. “Cada momento, a concessão é de uma empresa, agora é a Rumo, não sabemos se o problema é nosso ou dele. Por mim, gostaria de ter uma varinha mágica e resolver os problemas”.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *