Política

Levantamento do TCE mostra R$ 34 mi em obras paradas


Das obras paradas, 66,7% dizem respeito a recursos próprios; 22,2% são convênios com a União e 11% do Estado

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-SP) apresentou levantamento que aponta novas obras públicas que estão paradas em São Carlos. A pesquisa mostra que os empreendimentos somam mais de R$ 34 milhões.
O levantamento realizado pela Corte de Contas Paulista apresenta 1.677 empreendimentos em diversas cidades e na Capital paulista – um custo estimado de R$ 49,6 bilhões aos cofres públicos – “ressaltando-se que em julho haverá a atualização com as informações que vierem a ser prestadas pelos jurisdicionados”, destaca o órgão.
As obras não finalizadas são destinadas a áreas da Saúde, Educação, Saneamento, Habitação, Infraestrutura e Segurança. As obras paradas também sofrem o prejuízo com as práticas de furto e vandalismo, o que ampliam os prejuízos.
Estatísticas
Das obras paradas, 66,7% dizem respeito a recursos próprios; 22,2% são convênios com a União e 11% do Estado. O maior percentual de obras paradas é da Educação (66,7%), Praças e quadras esportivas representam 22,2% e 11% são pontes e viadutos.  No caso de São Carlos, dos R$ 34 milhões enviados para obras, 94,35% são de recursos estaduais.
A relação do TCE-SP divide as obras nos seguintes segmentos: atrasadas e paralisadas. No primeiro ponto, estão a reforma e ampliação da Casa Amarela em Santa Eudóxia; a reforma do Campo Alberto Dunk Filho; a construção de uma passagem segura para pedestres; o campo de futebol no Santa Felícia; a revisão elétrica na Escola Estadual Professor Sebastião de Oliveira Rocha; a construção do prédio do Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica da USP; a execução das obras para a construção do Centro de Convenções do Campus II da USP; a conclusão da USF no Jardim Zavaglia e a conclusão da Unidade de Família do Conjunto Habitacional Waldomiro Lobbe Sobrinho. 
Sobre o campo de futebol Alberto Dunk, a Prefeitura de São Carlos assinou no começo de junho, a ordem de serviço para as obras. O investimento de R$ 228.570,68 foi possível após o trabalho dos vereadores Marquinho Amaral e Malabim, por meio do deputado federal Luiz Carlos Motta, para liberar uma emenda do ex-deputado Paulo Maluf junto ao Ministério dos Esportes. “Conseguimos retomar o convênio que já existia e vamos fazer uma reforma geral. Vamos refazer a cobertura, as instalações elétricas, trocar o forro, as instalações sanitárias, os pisos, os vidros e os equipamentos esportivos. O local também receberá nova pintura, plantio de grama e novo alambrado”, explica Reginaldo Peronti, secretário de Obras Públicas.
Sobre as obras atrasadas, há a conclusão da USF Zavaglia, o Campo de Futebol do Santa Felícia e a revisão elétrica da Escola Estadual Sebastião de Oliveira Rocha. 
 A Prefeitura esclareceu como está a situação das obras elencadas pelo TCE-SP. A Unidade de Saúde do Jardim Zavaglia, cuja obra está paralisada desde 2012, tem a previsão de entrega para 60 dias. O custo do término: R$ R$ 211.075,20. A Unidade de Saúde da Família da CDHU começou em 2012. Foi reiniciada em 2014 e parada novamente. Agora, foi licitada para conclusão. O valor: R$ 479.230,15. As obras do campo de futebol Santa estão em andamento ao custo de R$ 604.592,69. A passagem da Capitão Luiz Brandão está com a expedição da ordem de serviço. O custo: R$ 74.884,44. E a Casa Amarela de Santa Eudóxia aguarda recursos para nova licitação ao custo de R$ 326.692,03.
A “Casa Amarela”, como é popularmente conhecida, é uma importante edificação no distrito de Santa Eudóxia. Construída no ano de 1900, seu uso foi basicamente residencial, tendo abrigado diversas famílias ao longo do tempo. Entre 1937 e 1938, recebeu um tabelionato e um consultório odontológico.
Os profissionais responsáveis pelos estabelecimentos também residiram no imóvel. Possui características de transição entre a arquitetura tradicional colonial e a arquitetura eclética. Com pouca ornamentação, os destaques são o telhado bastante conservado, a cimalha e a marcação sobre as aberturas. Será usada pela Prefeitura para projetos sociais. 

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *