19 de Outubro de 2020

Dólar

Euro

Eleições 2020

Jornal Primeira Página > Notícias > Eleições 2020 > Lincoln desiste de candidatura a prefeito de Ribeirão Preto

Lincoln desiste de candidatura a prefeito de Ribeirão Preto

Falta de união do bloco de oposição colabora com reeleição de Nogueira

18 de Setembro de 2020 às 10:35 Publicado por: Redação
Lincoln desiste de candidatura a prefeito de Ribeirão Preto

O presidente da Câmara Municipal de Ribeirão Preto, vereador Lincoln Fernandes (PDT), desistiu de disputar a prefeitura da ´Califórnia Brasileira´ confirmando sua candidatura à reeleição de parlamentar. O pedetista não conseguiu articular um agrupamento eficiente, com a finalidade de derrotar o poderio do prefeito Duarte Nogueira (PSDB), que concorre a sua reeleição. “Não faltaram esforços para unir a oposição nestes últimos dias, pelo menos de minha parte”, explicou o pedetista em uma nota oficial. “Entendo que ainda posso contribuir muito com o crescimento da cidade, como vereador combativo e independente. É uma decisão difícil, porém de extrema responsabilidade”, complementou.

O grande entrave de Lincoln foi conquistar o amparo do presidente estadual do MDB, deputado federal Baleia Rossi, que preferiu lançar a candidatura de Cris Bezerra, após a desistência de João Gandini. Circula nos bastidores que Baleia pretende ser o próximo presidente da Câmara dos Deputados do Brasil e os votos da bancada paulista do PSDB seriam fundamentais. O governador João Dória (PSDB), que possui pretensões ao cargo de presidente da República, possui muito interesse na vitória do colégio eleitoral de Ribeirão Preto.

Outro problema foi a decisão estranha do PSB, que após a desistência do candidato Ricardo Silva preferiu lançar a candidatura inexpressiva de Suely Vilela. Com mandato de deputado federal, Silva era o preferido para conquistar a prefeitura de Ribeirão Preto, mas alegando motivos familiares decidiu recuar de sua candidatura. Todos aguardavam o seu irrestrito apoio ao colega Lincoln, pois os dois sempre foram alinhados politicamente e operavam na mesma faixa de eleitorado. O pedetista também não recebeu a benção do seu padrinho, o empresário Chaim Zaher, dono Grupo de Comunicação Thathi.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x