Política

Lula estimulou as crianças a trabalharem para o tráfico, diz Coronel Tadeu


O Deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP), concedeu, na manhã desta quinta-feira, 21, entrevista ao radialista Antônio Carlos Tucura, no programa “Fala São Carlos”, da Rádio São Carlos. Na oportunidade, o parlamentar teceu críticas pesadas ao ex-presidente Lula. Na visão de Tadeu, Lula deveria se arrepender de todo o período em que foi presidente. “Ele estimulou as crianças a trabalhares para o tráfico, pois se ele tivesse melhorado a educação, os traficantes não teriam aliciado essas crianças”.
De acordo com o deputado, Lula e o Partido dos Trabalhadores (PT) ficaram 14 anos no poder e não fizeram outra coisa a não ser assaltar os cofres públicos. Por essa razão, o parlamentar acredita que o ex-presidente não encontra respaldo popular para suas ações políticas, após ser solto por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). “Ele é bandido, safado, ladrão e sem-vergonha que se mete a besta em ir pra rua e achar que o povo está do lado dele. Logo, ele vai voltar à cadeia, se Deus quiser”.
Após criticar Lula, o deputado enalteceu os 10 meses de governo do presidente Jair Bolsonaro, elogiando principalmente a área de Segurança Pública, comandada por Sergio Moro, a quem Tadeu se referiu como o maior herói nacional da atualidade. “O governo conseguiu reduzir a criminalidade, diminuindo roubos, latrocínios, e principalmente homicídios. Devemos fechar o ano com 10 mil vidas salvas”.
POLÊMICA – Na última segunda-feira, Coronel Tadeu se envolveu em uma polêmica, ao retirar uma charge de exposição sobre o racismo na Câmara dos Deputados. Segundo o deputado, a charge tenta passar uma mensagem de que os policiais são genocidas, principalmente de pessoas negras. “Isso é um verdadeiro absurdo. Fui policial por 30 anos e acredito que a polícia deve ser respeitada. A charge é uma perfeita idiotice”.
De acordo com Tadeu, houve um entendimento mediado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, para que a charge retornasse à exposição. No entanto, ele terá uma legenda explicando que aquela charge não representa as polícias do Brasil.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *