1 de Março de 2021

Dólar

Euro

Política

Jornal Primeira Página > Notícias > Política > Nova reitora da UFSCar se diz indignada com nomeação

Nova reitora da UFSCar se diz indignada com nomeação

Adilson de Jesus, primeiro nome da lista da chapa eleita, afirmou que irá lutar para reverter escolha do presidente Bolsonaro

17/01/2021 10h11 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
Nova reitora da UFSCar se diz indignada com nomeação Fotos: Divulgação

A reitora nomeada da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Ana Beatriz Oliveira, usou o perfil em rede social ‘Juntos Pela UFSCar’, na tarde de sexta-feira, 15, para dizer que recebeu com muita surpresa e indignação o ato do presidente Jair Bolsonaro em nomeá-la ao cargo máximo da entidade. Entretanto confirmou que aceita a indicação para exercer a função pelos próximos quatro anos.

“Lamento profundamente que a UFSCar não tenha a sua frente o reitor que escolheu [o professor Adilson Jesus Aparecido de Oliveira, nome eleito com 67% dos votos da comunidade universitária para assumir o cargo em 5 de agosto de 2020] e a autonomia universitária tenha sido mais uma vez desrespeitada”. Ela afirmou que a entidade perde muito por não ter o Adilson à frente da gestão para assumir a execução do projeto construído pelo grupo.

A nova reitora disse ainda que o grupo irá respeitar os processos democráticos, a inclusão e a excelência acadêmica. “Tudo isso encontra respaldo na autonomia universitária”.

Ana Beatriz ressaltou que a UFSCar é uma das únicas universidades que faz a eleição da equipe completa. Fruto de um histórico que mostrou que de outra forma a vulnerabilidade do processo de nomeação do reitor estaria mais frágil.

A transmissão ao vivo abriu com o professor Adilson. No vídeo ele diz que esperava estar na live como reitor nomeado. “Nós ainda vamos lutar para reverter esse processo, no qual nos foi tirado o direito de ser o reitor da UFSCar”. O modo proposto por ele é a discussão das propostas de forma horizontal com a comunidade acadêmica para achar uma saída legítima para esse processo.

“Infelizmente a vontade da comunidade acadêmica não foi seguida pela Presidência da República. Exatamente essa atitude do presidente é alvo de debate na suprema corte brasileira. Até onde vai a autonomia do dirigente do país em interferir na vontade da comunidade universitária”. Ele ressaltou que a UFSCar entra no rol de universidades federais onde o reitor eleito não é o nomeado.

Na narrativa de Adilson, o presidente parece ter acreditado que colocaria a universidade no caos, porque talvez essa seja a vontade dele em relação ao ensino público do Brasil. “Não há interesse desse governo em ter pessoas com análise crítica da situação”.

A transmissão contou com a participação da vice-reitora nomeada Maria de Jesus Dutra dos Reis. Ela afirmou que Bolsonaro não tem motivo administrativo, moral ou ético para desabonar o nome de Adilson. “Eu não tenho outra explicação a não ser um movimento medíocre para lançar ao caos, divisão e a desarticulação a comunidade acadêmica, para que ele continue no caminho de enfraquecimento de movimentos na defesa da ciência, da educação e da tecnologia”.

Na madrugada de sexta feira foi publicada no Diário Oficial da União a portaria de nomeação de Ana Beatriz Oliveira como nova reitora da UFSCar, contrariando a lista tríplice que indicava para reitor, Adilson Jesus Aparecido de Oliveira em 1º, com 30 votos; Ana Beatriz Oliveira em 2º, com 13; e Rodrigo Constante Martins em 3º, com 8. Para Vice, Maria de Jesus Dutra dos Reis em 1º, com 28; Ernesto Chaves Pereira em 2º, com 12 e Jeanne Liliane Marlene Michel em 3º com 11.

INTERVENTOR

O professor Adilson afirmou que é fundamental que Ana Beatriz aceite a nomeação, com risco de todo o processo realizado nos últimos nove meses seja abortado e uma nova eleição iniciada sob a presença de um interventor – nomeado pelo governo federal – para comandar o pleito.

ELEIÇÃO

Realizada em 5 de agosto, a eleição para reitoria da UFSCar teve a chapa encabeçada por Adilson, Juntos pela UFSCar, obteve 67% dos votos, contra 23% da chapa Construir Juntos, encabeçada pela ex-reitora, Profa. Dra. Wanda Aparecida Machado Hoffmann (Professora Titular do DCI/CECH), atual Secretária Municipal de Educação em São Carlos. A chapa Por uma UFSCar Notável, liderada pelo Professor Doutor Fernando M. Araújo-Moreira, do Departamento de Física, ficou em terceiro lugar com 10% dos votos.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x