8 de Março de 2021

Dólar

Euro

Política

Jornal Primeira Página > Notícias > Política > PMDB se coloca como alternativa ao “ranço” e à “fadiga”

PMDB se coloca como alternativa ao “ranço” e à “fadiga”

19/06/2012 08h24 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
PMDB se coloca como alternativa ao “ranço” e à “fadiga”

O PMDB pretende ser a alternativa do eleitor às forças tradicionais que costumam se digladiar durante o processo eleitoral. O presidente do partido e pré-candidato a prefeito de São Carlos, Eduardo Cotrim, afirma que é necessário se construir uma “terceira via” entre o “ranço da oposição” e a “fadiga da situação”. Com isso, ele ressalta que a cidade não quer ficar nem com o PT que governa a cidade há 12 anos e nem com o PSDB, que tenta chegar ao poder pela primeira vez.

No último domingo, durante reunião realizada na Casa do Advogado, sede da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Cotrim e os peemedebistas receberam a visita de várias lideranças do Bloco Democrático, como o ex-prefeito Dagnone de Melo (PSD), o presidente do PPS, Azuaite Martins de França, o presidente do PP, César Maragno, além de políticos que apoiam o prefeito Oswaldo Barba, como o dirigente do PC do B, Gentil Brito e o dirigente do PSB, Francisco Carvalho.

Melo afirma que o bloco terá um enorme tempo da propaganda eleitoral na mídia eletrônica. “Temos um nome despontando, que é o de Cotrim, um grande número de candidatos a vereador. Basta que cheguem ao eleitor e que preguem um projeto propositivo de um município melhor”.

Azuaite frisa que existe uma enorme avenida que passa entre os partidos hegemônicos, que são o PT e o PSDB. “É uma questão de procurar juntar estas forças e eliminar diferenças circunstanciais para construir um bloco sólido e dinâmico, com perspectivas de vitória e de futuro. Nossas ações têm que ser o espelho de nossas ideias e de nossas palavras. Neste bloco não existe puro-sangue. Nos outros ou você é de um determinado partido ou você é tucura. Aqui são forças diferentes que buscam o diálogo, o entendimento e que encontraram um caminho comum”.

O comunista Gentil de Brito garante que não há nada definido. “Entendemos que o PMDB é fundamental na consolidação democrática de São Carlos. Nossa convenção é no dia 30 e até lá vamos conversar e não entendemos o PMDB fora de uma consolidação democrática em São Carlos”.

Cotrim ensaiou críticas ao governo Barba, afirmando que há falhas na saúde e em outros setores. Ele também destacou a maior obra de saneamento básico já realizada nos 155 anos da história de São Carlos, que é a estação de tratamento de esgoto. “É uma obra que tem a marca do PMDB”, afirma ele.

Segundo ele, quanto às eleições proporcionais, o objetivo é o de fazer 11 vereadores dentro do Bloco Democrático, garantindo a maioria para o próximo prefeito. “Este é o nosso objetivo com esta soma de forças”, destacou.

A vice-presidente do partido, Andrea Mazo, afirma que a união com o Bloco Democrático fortalece ainda mais o partido e gera uma nova opção para o desenvolvimento de São Carlos. “Vamos preparar um projeto para a cidade que a coloque novamente na vanguarda do desenvolvimento regional”, enfatiza.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x