27 de Outubro de 2021

Dólar

Euro

Política

Jornal Primeira Página > Notícias > Política > Serra vence prévias e é pré-candidato do PSDB

Serra vence prévias e é pré-candidato do PSDB

25/03/2012 21h47 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Serra vence prévias e é pré-candidato do PSDB

O ex-governador de São Paulo José Serra venceu a prévia realizada pelo PSDB neste domingo, 25, e é o pré-candidato do partido à Prefeitura paulistana na eleição de outubro deste ano.

 

Serra, candidato a presidente derrotado em 2002 e 2010 e que já governou a cidade, ficou com 52,1% e derrotou o secretário de Energia do Estado, José Aníbal (31,2%), e o deputado federal Ricardo Tripoli (16,7%).

As prévias haviam sido marcadas para 4 de março, mas a entrada de Serra na disputa, poucos dias antes, fez com que o partido optasse pelo adiamento. Logo após o anúncio do ex-governador de que seria pré-candidato, dois dos quatro postulantes, os secretários estaduais Bruno Covas (Meio Ambiente) e Andrea Matarazzo (Cultura) desistiram de participar das prévias para apoiar Serra.

A desistência foi patrocinada pelo atual governador, Geraldo Alckmin, principal artífice da entrada de Serra, que até fevereiro dizia não ter interesse na candidatura tucana à Prefeitura, na disputa. Apesar de ser favorável às prévias por considerá-las saudáveis para o PSDB, Alckmin atuou para acalmar os demais candidatos e parte da militância contrária ao nome do ex-governador.

Prefeito de São Paulo eleito em 2004, cargo ao qual renunciou em 2006 para disputar e vencer a eleição para governador, Serra é visto como um dos possíveis nomes do PSDB para a eleição presidencial de 2014, junto com o senador por Minas Gerais, Aécio Neves, apontado como postulante tucano mais provável.

Nas últimas semanas, Serra tem sido obrigado a responder a críticas de adversários, principalmente do pré-candidato do PT, Fernando Haddad, sobre sua decisão de renunciar à Prefeitura em 2006, após assumir o compromisso de não deixar o posto para disputar outro cargo na eleição daquele ano.

Apesar da pré-candidatura ao comando da maior cidade do país, Serra tem tratado publicamente de temas nacionais, especialmente em artigos publicados em grandes jornais nos quais faz críticas à administração da presidente Dilma Rousseff. Sua entrada na disputa, portanto, dá à eleição municipalem São Pauloum caráter nacional.

Segundo pesquisa do instituto Datafolha, divulgada no início do mês e após o anúncio de Serra de que entraria na disputa para ser o candidato tucano à prefeitura, o ex-governador lidera em todos os cenários em que aparece.

No cenário com maior número de candidatos, Serra aparece com 30% das intenções de votos, contra 19% de seu adversário mais próximo, Celso Russomano (PRB). Candidatos de dois outros partidos com grandes bancadas federais e, portanto, bastante tempo de campanha na TV, Gabriel Chalita (PMDB) soma 7%, e Haddad (PT), 3%.

Além de Serra, Russomano, Chalita e Haddad, outros nomes que aparecem com mais de 1 por cento de intenções de voto no levantamento do Datafolha são os do vereador Netinho de Paula (PCdoB), do deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT), e da ex-vereadora Soninha Francine (PPS).

Os partidos têm até o final de junho para realizarem convenções que definirão seus candidatos a prefeito e o estabelecimento de coligações. A propaganda eleitoral no rádio e na TV tem início marcado para o final de agosto, e o primeiro turno acontecerá no dia 7 de outubro.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
1
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x