6 de Março de 2021

Dólar

Euro

Política

Jornal Primeira Página > Notícias > Política > Troca-troca de partidos esquenta cenário político

Troca-troca de partidos esquenta cenário político

29/09/2011 23h38 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
Troca-troca de partidos esquenta cenário político

Ademir Martins deixou o PSDB para se filiar no PTA um ano das eleições municipais, os principais partidos políticos em São Carlos vêm se movimentando no intuito de formar fortes grupos para a disputa de vagas na Câmara Municipal e também da Prefeitura. Os tucanos perderam, nesta semana, duas grandes lideranças políticas: o vereador Normando Lima e o ex-prefeito e ex-vereador Ademir Martins de Oliveira. Ambos deixaram o partido descontentes com o cenário e os acordos políticos firmados pelo PSDB. As baixas preocupam a cúpula tucana que, em contrapartida, está buscando lideranças importantes em diversos bairros da cidade.

De acordo com o vereador Marco Antônio Amaral (PSDB), a troca de partido acaba se tornando natural em um momento de disputa, porém ele afirma que o PSDB está trabalhando para agrupar o maior número de lideranças políticas. “Nosso partido tem fortes lideranças e estamos recebendo mais pessoas, mais líderes políticos dos bairros da cidade. Vamos ter um forte quadro para a disputa das eleições”, disse.

Porém, o vereador acredita que faltou mais diálogo do partido para com Normando Lima e Ademir Martins de Oliveira. “Acho que o partido podia ter conversado mais, ter argumentado mais e não perder essas lideranças. Mas temos que respeitar a decisão deles”, lamenta.

PMDB – O PMDB, que hoje comanda o Saae (Serviço de Autônomo de Água e Esgoto), também busca quadros. Recentemente filiou o vereador Equimarcílias de Souza Freire, e hoje possui a maior bancada na Câmara, contando com os vereadores Ditinho Matheus e Laíde Simões. Além disso, os peemedebistas filiaram outros virtuais candidatos à vereança vindos de partido, inclusive aliados, como o PT.

PR – O PR em São Carlos está se reestruturando e deve lançar uma chapa completa de vereadores. A mudança de direção – o presidente atual é Eduardo Moreira – trouxe novas perspectivas. Segundo Bill Moreira, o partido está aberto para conversar tanto com a situação quando a oposição. Hoje, o PR é aliado do governo petista de Oswaldo Barba.

DEM – O Democratas também tem nova direção local. O vereador Júlio César foi mantido na presidência, mas Cláudio di Salvo, ligado ao grupo de Airton Garcia, é o secretário geral. Segundo Di Salvo, em entrevista ao Primeira Página, a principal estratégia do partido hoje é a reestruturação para as eleições 2012. A união dos Democratas com os tucanos, através da junção política de Garcia a Altomani, deu fôlego aos dois partidos e principalmente à oposição.

DEMAIS PARTIDOS – Neste caminho de fortalecimento visando às eleições de 2012 estão outros partidos como o PPS, PHS, e o novato PSD. Segundo Ulisses Sales, que será o presidente do PSD em São Carlos, fazer filiações e estruturar o partido é “o caminho natural do novo partido”.

Segundo o sociólogo da Unesp, Martins Oliveira Penteado, toda a movimentação política que está acontecendo é natural e faz parte do processo democrático. “O que a população precisa saber é principalmente como se dá essa medição de forças entre os partidos e neste aspecto entra o papel da imprensa”, explicou o sociólogo.(JEFERSON VIEIRA){jcomments on}

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x