O tempo que foge

27 de julho de 2017


Quando observamos uma onça numa jaula, ficamos admirados com seus movimentos soberanos e lentos. Sabemos que, no próximo instante, ela pode se lançar sobre sua vítima, com incrível rapidez. Mas ela tem tempo, ela se permite perder tempo. Para nós, tempo é dinheiro. Precisamos economizar o máximo de tempo possível para tê-lo livre para coisas mais importantes. Mas a pergunta que deveríamos fazer é: quais são as coisas mais importantes? Muitas vezes, não somos capazes de aproveitar o tempo que sobra. Na maior parte do tempo, estamos correndo. Mas…para onde?

3 recommended
comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *