03/03/2019

3 de março de 2019


Criadouro de dengue
A Prefeitura de São Carlos patrocina um criadouro de dengue. E fica bem no centro da cidade, na Praça da Catedral. O chafariz está abandonado e com água parada. Vergonhoso. A cidade está sem prefeito, o vice está nos States e os secretários se digladiam na Prefeitura… Se você, leitor, passar pela praça, aproveite e entre na Catedral e reze. Porque do jeito que está, só Deus na causa.
Epidemia
Chama a atenção a pressa da Prefeitura em contratar agentes de endemias. A contratação dispensará o concurso público em função da urgência. Que urgência? São Carlos caminha a passos largos para uma epidemia de dengue.
Casos
A cidade está com 70 casos confirmados, mas 510 notificações. É um número elevado. Pra se ter a real noção da gravidade, numa reunião entre membros da saúde e demais secretarias, a Prefeitura estuda a criação de um dengário, que nada mais é que um posto de atendimento de casos de dengue. Araraquara possui dois dengários.
Problema é meu?
O Hospital Universitário (HU) foi consultado para ceder um espaço para o dengário. Disseram não. Depois que chamam aquela unidade de buzina de avião, seta de trem, cinzeiro de moto e bolso de pijama, reclamam.
Colaboração?
Airton Garcia está com a saúde comprometida, o vice não exerce poder de liderança (nem em São Carlos está) e os secretários batem cabeça. Numa reunião que aconteceu na semana passada, os alvos foram Mariel Olmo (Serviços Públicos) e Reginaldo Peronti (Obras).
Colaboração? II
Sobre Mariel Olmo, as informações dão conta que o secretário ainda não consegue dar conta da limpeza da cidade, mesmo com a contratação da Terra Plana. E quando há uma demanda urgente para se evitar a proliferação do mosquito da dengue, o titular dos Serviços Públicos não resolve.
Operação tartaruga
A respeito de Reginaldo Peronti, a reclamação é: a secretaria dele não fiscaliza as obras pós-entrega. A UPA da Vila Prado está com goteiras e a USF do Santa Angelina apresenta o mesmo problema. Peronti é comunicado e não toma providências.
Demora
O espaço da Faculdade de Direito de São Carlos (Fadisc) está abandonado há anos. Indústrias no Ceat também. E a Prefeitura não acelera os procedimentos judiciais para entrar nas áreas e fiscalizar focos de dengue.
Suíço
O contrato com a empresa de tapa-buracos venceu. Mariel Olmo disse que resolve o problema em 30 dias. A coluna espera. Ao lado da tartaruguinha de estimação Dolly.
Quer mais?
Ontem, deu problema na bomba de abastecimento da UPA Vila Prado. Faz três meses que a situação persiste. E como resposta, Marcos Palermo ouviu que a situação será corrigida apenas na quinta-feira. Enquanto isso, a unidade é abastecida com caminhão-pipa do SAAE. Coitado do secretário de Saúde. Precisa de saúde e estômago pra suportar tudo isso.
Investigação
O Ministério Púbico abriu um inquérito civil para apurar a interdição e liberação do supermercado por apenas três horas. A ex-diretora terá muito trabalho para explicar essa liberação. Esse pessoal da Visan precisa seguir os bons exemplos dos trabalhos do Departamento de Fiscalização da Secretaria de Habitação
Reflita
A vida é um Carnaval. Pena que de vez em sempre algumas máscaras caem…

23 recommended
comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *