26/05/2019

26 de maio de 2019


O que era bom…
E não é que a Prefeitura cancelou a carta-convite para a contratação de empresa responsável pela readequação do Calçadão da General, obra tão esperada pelos comerciantes da região? Segundo a administração, o edital precisa de alguns ajustes e deverá ser publicado o mais rápido possível.
Dedo
Os memoriais descritivos da obra constam como elaborados na Secretaria de Transporte e Trânsito, contudo a informação dá conta que não há o dedo do secretário Coca no projeto, mas sim a concepção é de uma arquiteta que trabalha com o secretário Tundisi. Infelizmente, as tantas ocupações do secretário – em outros municípios, importante frisar – o deixam sem tempo para pensar a cidade.
O projeto
O projeto do Calçadão – é bem verdade – não sai pela ‘boa vontade’ do secretário Coca. Na verdade, ele ocorre em função da persistência dos comerciantes, que enxergam os negócios mirrarem em função do abandono do poder público.
Assédio
As questões de assédio moral seguem a dar dor de cabeça para a Prefeitura, que terá de desembolsar algo em torno de R$ 800 mil a duas servidoras da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. A administração, ainda, não foi notificada. E quem vai pagar por esta barbeiragem da gestão é você, contribuinte.
Acordo
Na administração Paulo Altomani, houve um Termo de Ajustamento de Conduta para evitar os casos de assédio moral que aconteciam na Prefeitura. E ninguém respeita. Até quando a irresponsabilidade de alguns recairá sobre o lombo do contribuinte?
Títulos
A Justiça Eleitoral encerrou na sexta-feira, 24, a relação do quantitativo de pessoas que tiveram o título de eleitor cancelado por ausência aos três últimos pleitos (cada turno é contabilizado como uma eleição). São Paulo foi o Estado com o maior número de cancelamentos: 674.500.
São Carlos
São Carlos tem um total de 184.522 eleitores. Destes, 3.661 títulos foram cancelados de 3.957 identificados. Ainda segundo as estatísticas, 254 títulos foram regularizados e outros 12 foram cancelados posteriormente por outros motivos, no período entre a identificação dos faltosos e o cancelamento.
No Brasil
Em todo o Brasil, foram cancelados 2.486.495 títulos. Entre as capitais, a cidade de São Paulo encabeçou o ranking, com 199.136 documentos cancelados. Para verificar se o seu título foi cancelado, o cidadão deve consultar o site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), na área de “Serviços ao Eleitor – Situação eleitoral – Consultar a situação eleitoral”.
Consequências
Se o seu título foi cancelado, o eleitor poderá ter impedimentos quanto a atos que exijam a quitação eleitoral, como: obtenção de passaporte, carteira de identidade e empréstimos em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo.
Irregularidade
A irregularidade também pode gerar dificuldades para: inscrição, investidura e nomeação em concurso público; e renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo.

comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *