23 de Setembro de 2020

Dólar

Euro

Torpedos

Jornal Primeira Página > Notícias > Torpedos > Torpedos

Torpedos

Confira a coluna política mais polêmica de São Carlos (SP) e região

06 de Agosto de 2020 às 06:18 Publicado por: Redação
Torpedos

Evolução

São Carlos teve um crescimento de 7.148 eleitores entre 2016 e 2020. Antes, entre 2012 e 2016, esse crescimento havia sido de 10.906 eleitores. Caso o ritmo de crescimento continue desacelerando, é provável que a próxima eleição municipal, em 2024, também não tenha segundo turno.

Cresçam…

Alguns pré-candidatos a prefeito choramingaram nas redes sociais pois não apareceram na capa do Jornal Primeira Página da última terça-feira (4). Ora, já dissemos que apenas os pré-candidatos mais bem colocados nas pesquisas aparecem nas matérias.

…e apareçam!

Ou seja, se o cidadão quiser ver sua carinha estampada no Jornal, precisa parar de ficar postando textão no Facebook e gastar a sola do sapato para crescer nas intenções de voto e, consequentemente, aparecer no Jornal. Ou então, o Departamento Comercial do Jornal está à disposição para fazer uma cotação publicitária.

Aliás

Pelas articulações que vem sendo realizadas nos últimos dias, é muito possível que esses pré-candidatos diminutos nem disputem as eleições, pois os partidos deverão apoiar candidaturas de verdade, e não de mentirinha. A ver…

Investimentos

Uma empresa no segmento industrial e tecnológico deverá estar investindo na cidade e gerar aproximadamente 100 empregos. São Carlos cada vez mais confirma sua vocação para se tornar um grande pólo tecnológico.

Visitas

Em uma Imobiliária da cidade, vários pré-candidatos a prefeito estão indo tomar um capuccino e realizar reuniões. O prazo para convenções termina em 15 de setembro.

Falando nisso

A empresária Maria Aires parece que esta perdendo um pouco de espaço nessa pandemia. O que será que aconteceu com ela? Será que ela desistiu da carreira política?

Feiras livres

A tradicional feira da Avenida Grécia deve voltar normalmente nesse Domingo. Os protocolos e fiscalização serão bem rígidos nesse retorno. Cabe ressaltar que essa decisão foi tomada de forma técnica e não por pressões políticas.

Crise 1

Mais de R$ 13 bilhões deixaram de entrar nos cofres dos municípios paulistas localizados no interior, no litoral e na Região Metropolitana de São Paulo. A fatia representa quase 20% do total de recursos esperado pelos gestores para compor a arrecadação no primeiro semestre de 2020.

Crise 2

Segundo levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP), entre 1º de janeiro e 30 de junho, as arrecadações dos municípios paulistas (exceto a Capital), atingiram, juntas, o montante de R$ 59,4 bilhões. O número está aquém dos R$ 72,4 bi estimados inicialmente para os seis primeiros meses do ano, representando uma diferença de 19,1% no orçamento.

Crise 3

Mesmo com a situação de queda de arrecadação, estado de calamidade pública e reflexos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus, a maior parte dos municípios (82,9%) não elaborou qualquer plano de contingência orçamentária.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x