Torpedos

Torpedos 29/09/2019


Lixão

André Topazelli denuncia: lixão na Avenida João Dagnone, no Santa Felícia. Esta via dá acesso ao campus 2 da Universidade de São Paulo, a USP. A Prefeitura prometeu a limpeza, mas a população precisa colaborar, não é verdade?

Confirmação

O secretário de Esportes e Cultura, Edson Ferraz, confirmou à coluna. São Carlos não será uma das sedes da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Um dos motivos é o embate judicial entre Julinho Bianchini e Carlos Antunes. O primeiro briga para retomar o clube; o segundo, quer permanecer na presidência do time.

Falando em briga…

A concessão de título de cidadania a Nino Mengatti ganhou novos capítulos nos bastidores da Câmara. Tem vereador que não revela publicamente, mas é contra a honraria. E Daniel Lima (PSB) quer uma explicação sobre todos os títulos concedidos pela Câmara.

A coisa tá feia

A coisa está brava mesma. Tanto é que tem gente no Poder Legislativo com a seguinte conversa. Se Marquinho Amaral (MDB) votar a favor, vão espalhar por aí o discurso do parlamentar com acusações sobre o secretário de Educação.

O melhor é…

Depois de tanta polêmica e mimimi de corredor, o melhor seria que Nino Mengatti abrisse mão da homenagem. Por sinal, que credibilidade tem uma Câmara que deu um título de cidadania a Zé Dirceu.

Paralisação

Tida como a menina dos olhos dos políticos na geração de empregos e impostos, a Mapfre de São Carlos viveu uma crise sem precedentes na última quinta-feira, 26. O call center parou as atividades, pois a empresa disse que não pagaria a Participação de Lucros e Resultados para os atendentes.

Paralisação II

Todo o atendimento foi comprometido no dia. Segundo informações obtidas pela coluna, os funcionários da multinacional são obrigados a cumprirem metas de atendimento, mas o sistema informatizado é precário.

À mão

Em função do sistema informatizado precário, pasme, os atendentes da Mapfre são obrigados a preencherem formulários à mão, o que compromete o tempo de atendimento do cliente. Vergonhoso.

Revolta

A revolta dos atendentes é que alguns funcionários (aqueles que não atendem ao público diretamente) receberam o PLR. Já os atendentes – a linha de frente do processo, aqueles que dão a cara a tapa e muitas vezes são ofendidos por clientes – ficariam sem um tostão na participação de lucros e resultados.

Nota

Em nota, a assessoria de imprensa da Mapfre esclarece que sempre esteve garantido o pagamento do adiantamento da PLR a todos os funcionários da companhia no país – condicionado ao atingimento das metas estabelecidas até agosto deste ano.

Tratativas

Segundo a Mapfre, as tratativas das condições que estavam em negociação com o Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações no Estado de São Paulo (Sintetel), que representa os colaboradores de São Carlos, já ocorriam desde o primeiro semestre e foram encerradas na sexta-feira, 27, com a formalização de acordo assinado pelas partes.

Respeito

Ainda em nota, a Mapfre “ressalta que tem no respeito ao colaborador um de seus principais valores e que cumpre todas as obrigações trabalhistas de forma pontual”.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *