Sexta-feira, 25 Maio 2018  03:11:55

Homem é executado a tiros na região sul de São Carlos

  • Escrito por  DA REDAÇÃO

Na tarde do último domingo (11), a polícia registrou o terceiro homicídio de 2018 em São Carlos, com sinais de execução, que ocorreu contra o ex-presidiário Maurício Gomes do Nascimento, de 42 anos, conhecido como “Zé Mau”.

 

Falando à reportagem no final da tarde de domingo, quando ainda não estava identificado por completo, o delegado Geraldo Souza Filho, que respondia pelo Plantão da Polícia Civil de São Carlos, informou que esteve no local com um investigador da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e um perito do Instituto de Criminalística (IC), que constatou ter sido o então desconhecido, executado na beira de uma mata da rua Jacira Pereira, no Jardim Zavaglia, com quatro tiros de revólver calibre 32, cujos tiros atingiram por duas vezes as costas daquele homem, bem como na altura do tórax e ombro e, como no crime organizado, os “delatores”, morrem com tiros no rosto, o desconhecido recebeu o quarto tiro na altura da boca.

Geraldo também informou que o cadáver de “Zé Mau”, que foi reconhecido somente no início da noite, por um parente, foi encontrado por uma testemunha que acionou a Polícia Militar e acionou equipes das Motolâncias e uma Unidade de Suporte Avançado (USA) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que ao chegarem nada puderam fazer devido a vítima já estar morta por execução de armas calibre 32.

Devido à lei do silencio, ninguém quis identificar “Zé Mau”, ou dar detalhes de parentes com receio de represálias.

O delegado registrou o caso como o terceiro homicídio de 2018 em São Carlos e posteriormente o corpo de “Zé Mau” foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) ainda sem identificação e no início da noite passou por necropsia e foi reconhecido por um parente, que posteriormente foi levado ao Plantão da Polícia Civil, onde deu detalhes sobre o irmão que já teria diversas passagens pela Polícia Civil e não saberia informar os motivos do crime.

Já no final da noite de domingo, o corpo de “Zé Mau”, foi liberado a uma funerária de confiança da família para realização do funeral que deverá ocorreu ontem (12).

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) investigará o crime que por enquanto é sem autoria conhecida.    

 

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.