Quarta-feira, 23 Maio 2018  19:24:18

União Camponesa invade Fazenda Canchim na Embrapa

  • Escrito por  Fábio Taconelli

Cinquenta famílias da União Nacional Camponesa invadiram, na madrugada de segunda-feira, 16, uma área de pesquisa da Embrapa Pecuária Sudeste, localizada na Fazenda Canchim. Eles argumentam que o governo prometeu uma área da empresa de pesquisa para a agricultura familiar. “O Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária] disse que destinaria uma área da Embrapa para a União Nacional Camponesa e ficaremos até que haja uma negociação”, disse o líder do movimento, Noredi Queiroz. “Nós estamos conversando com o Incra e com a Embrapa para definirmos a nossa permanência ou que determinem em qual área a gente vai ficar”, explicou.

O chefe-adjunto da Embrapa Pecuária Sudeste, Marcos Bergamasco, afirmou que essa invasão, até o momento, está ‘obscura’. “Por volta das 2h, a área foi invadida. Nós acionamos Brasília, que toma as providências de todas as ações a serem desenvolvidas”, comentou.

Sobre a suposta permissão do Incra para a invasão da área da Embrapa, Bergamasco enfatizou: “não tenho notícia de negociação nesse teor”.

Em nota, o Incra/SP afirma que sempre está empenhado na obtenção de imóveis particulares que não cumprem sua função social e na retomada de áreas públicas da União para a reforma agrária, conforme determina a Constituição, após os trâmites administrativos e judiciais. “De forma alguma a autarquia indica imóveis para nenhum movimento social de luta pela terra. Tampouco há tratativas com a Embrapa para destinação de qualquer área”.

Bergamasco salientou que, apesar da invasão, o movimento na área da Embrapa é pacífico. “Cabe à Justiça determinar a reintegração de posse”, comentou.

Sobre a área ocupada, o chefe-adjunto da Embrapa informou que é um espaço ocupado pelo gado e utilizado para as pesquisas da instituição.

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.