Domingo, 17 Dezembro 2017  12:11:45

Torpedos - 01/10/2016

  • Escrito por  Redação
Torpedos - 01/10/2016 (Foto: Divulgação)

Pena

Foi um balde de água fria a notícia do fechamento da loja Makro, em São Carlos, no final da rua Miguel Petroni. O grupo investiu pesado na cidade: algo em torno de R$ 35 milhões.

Revigorada

Em abril, o grupo tentou revigorar os negócios em São Carlos, apresentando uma nova configuração das vendas ao consumidor, estimulando as vendas no varejo. 

Fala

À época, Ana Carolina Mantovani, gerente de Projetos do Makro, disse: “comprando quantidades menores, de varejo, o consumidor já consegue ter o preço de atacado e mudamos a disposição de nossos produtos, deixando-os mais fáceis para a compra e agora no Makro de São Carlos não é mais necessário ter cadastro para realizar suas compras”. Infelizmente, as mudanças não surtiram efeito.

Agradecimento

Ao Primeira Página, resta o agradecimento à Rede por confiar na cidade. Infelizmente, a crise financeira do país pode ter sido um dos fatores que trouxe como consequência o fechamento da loja na cidade.

Gafes 

Na noite da última quinta-feira, ocorreu o debate entre os candidatos a prefeito de São Carlos. O encontro foi chocho e não deve ter trazido muitas alterações no quadro político que se desenha. E algumas gafes aconteceram.

Gafes II

Uma delas foi protagonizada pelo prefeito Paulo Altomani (PSDB). Ele disse que entrou em contato com o Tribunal de Contas para tentar uma solução quanto à invasão de área no Broa. Na verdade, era Tribunal de Justiça.

Enroscada

Ao falar de políticas públicas para o Esporte, Airton Garcia (PSB) não conseguiu falar Jiu-Jitsu. Saiu um Jiu-Jits.

Tempo

A questão da cultura foi outro tema de enfoque. Lineu Navarro recordou que o Conselho de Cultura ficou 18 meses sem um presidente por conta de divergências entre grupos da cena cultural.

Em suma...

O debate não acrescentou em nada na opinião do eleitorado. Quem esperava declarações bombásticas, os discursos não passaram de meros traques.

Parabéns 

Mas, à EPTV, fica o nosso reconhecimento pela recepção aos representantes da mídia local e à organização do evento.

Decisões 

Em sessão que durou mais de seis horas na quinta-feira,29, os magistrados paulistas julgaram mais registros de candidaturas para as eleições de domingo e indeferiram quatro postulantes à prefeitura do interior de São Paulo - Tupã, Franca, Iacanga e Urupês - todos por improbidade administrativa (Lei da Ficha Limpa).

Os indeferidos

Estão com os registros indeferidos: Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB), em Tupã; Gilmar Dominici (PT), em Franca; Ismael Edson Boiani (PSB), em Iacanga e Antônio da Silva Oliveira (PPS), em Urupês.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Prefeitura Dengue v2
Anacã

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.